quarta-feira, 26 de abril de 2017

As férias foram maravilhosas!


As férias foram novamente ao Gerês. Fui lá mais nos últimos tempos, do que em todos os anos que tenho de vida [e continuaremos a ir]. É óptimo. Uma verdadeira tranquilidade, apreciar a paisagem, ouvir a água a correr em todo o lado... Tranquilizante.
Conseguimos juntar a família de ambos os lados e não podia ter sido melhor. Não me canso de recordar aqueles dias. Os miúdos e a sua boa disposição. Contagiaram-nos a todos. As piadas, as galhofas. Que maravilha. Apetecia carregar no STOP e ficarmos ali a viver aquilo por mais uns dias.
Uma casa na aldeia feita de pedra, situada no cimo da montanha [cada uma daquelas pedras foram carregadas à mão, pelo meu avô paterno com ajuda dos meus tios], simples, com muitas melhorias a fazer, mas no fundo com o melhor de tudo. O Amor. O imenso Amor que se partilhou naqueles dias. Isso faz de qualquer casa, um lar. 
Lavei muita roupa no tanque, andei com o nariz a pingar diariamente, mas o Sol e o calor valeram por tudo. Esteve um tempo melhor do que em muitos dias de Verão. Acendemos a salamandra só para ver o lume a aquecer-nos ainda mais a alma.
Jogámos aos países [umas "paísadas"] cheias de boa disposição e muito riso. Passeámos a Espanha, fomos ao Miradouro da Pedra Bela [o caminho para mim foi assustador, faz-nos sentir minúsculos, mas valeu muito a pena] e à Cascata do Arado. Uma coisa eu sei e sabemos, deixou umas saudades imensas a todos. Portugal é lindo de Norte a Sul. Sinto um imenso orgulho neste país. Viver a vida pelo bem, desfrutar da natureza, perdoar, agradecer vezes sem conta e seguir de coração cheio. Obrigada vida. Muito e Muito Obrigada. Por tudo.

1 comentário:

  1. Sente-se bem a tua felicidade ao escrever sobre esses dias :) Ainda bem!

    ResponderEliminar