terça-feira, 19 de setembro de 2017

25 semanas

Faz hoje 25 semanas que começou esta aventura maravilhosa.
É indiscritível sentir a minha filha a mexer dentro de mim. Os seus pontapés [por vezes tão fortes que até me assustam], o seu cumprimento tão mas tão especial.
Já comprei as primeiras fraldas descartáveis. Ando a fazer stock porque apanhei promoção e este material gasta-se com a maior facilidade de todas.
Já tem pente e escova, corta-unhas, que a sua mãe presa muito umas unhas arranjadinhas.
Ando a namorar uma mala de maternidade, linda que só ela, mas custa perto de 100€ e isso está a deixar-me que pensar... Malas é a minha perdição, se ela sair à mãe... vamos ser duas perdidas por malas. 
Se os Senhores da Segurança Social já me tivessem resolvido o processo do Abono Pré-Natal, estava muito mais descansada. Tratar alguma coisa com estes organismos dá cabo da paciência a um santo. Têm uma linha de apoio que pouco ou nada consegue informar, pedem documentos que já foram enviados há dois meses... Não há muito a dizer. Resta-me esperar que alguém tenha o bom senso de pegar no meu processo e me contactar para o caso de ter alguma dúvida.
Valha-me tudo aquilo que já me deram, sou muito agradecida por ter pessoas que me deram coisas muito úteis e que vão dar um jeitão enorme.
Mas muito ainda me falta comprar. Aos poucos, vamos compondo o seu enxoval...
Apenas quero que sejas muito feliz, filha. Por vezes ainda dou comigo a pensar no quão feliz me sinto em realizar este sonho. Em construirmos unidos esta nossa família.




Fotografias da autoria do melhor marido e pai do mundo

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Setembro, para mim é o Recomeço...

Setembro faz-me sempre lembrar o novo ano que começa. Parece estranho porque uso sempre agendas anuais de Janeiro a Dezembro, no entanto, sinto muito mais Setembro como a rentrée, do que Janeiro.
É aquele período pós-férias em que arregaçamos mangas e fazemos novos planos para o que há-de vir. Reflectimos sobre o ano que já decorreu e pensamos nos melhoramentos que queremos realizar na nossa vida. É assim que eu vejo Setembro.
Este ano não é diferente, planeio o que há-de vir. Organizo-me da melhor forma e tento que tudo corra da melhor forma possível.
Tem sido uma boa surpresa este Setembro que começou há uns dias. Tenho realizado algumas coisas que julgava realmente complicadas de alcançar e isso é sempre um grande motivo de orgulho pessoal.

Que os restantes dias do mês se mantenham como têm corrido os restantes até aqui.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

22 semanas e 6 dias

Pois é, por aqui estamos.
Uma menina a crescer a olhos vistos dentro da minha barriga. Mexida que só ela. Com os movimentos que sinto, cheira-me que de quando em vez prepara altas festanças que começam pela madrugada. De qualquer forma, só quero que ela seja feliz e se isso a diverte, aqui estou para aguentar... Ela cresce saudável e perfeita e não há nada que me alegre mais do que isso. 

Neste momento, estou a viver esta fase tranquilamente, sem stress ou sobressaltos. É o melhor para todos e por muito que as empresas não gostem que os trabalhadores gozem os seus direitos, eles existem para isso mesmo e eu estou a aproveitar os meus. Precisamos descansar e viver esta fase tranquilamente, preparando tudo o que está para vir, com calma e a maior serenidade do mundo.

Esta imagem foi tirada no dia 22 de Julho numa das nossas praias favoritas:


Esta foi na passada quarta-feira. O crescimento desta pancinha nota-se e sente-se muito bem.


Durante este mês tenho as análises do 2º Trimestre e estou um pouco apreensiva com a prova da glicémia. Estar a tomar líquidos doces em jejum e ser picada com agulhas 3 vezes, confesso que me deixa um pouco desconfortável. 
O Rastreio Bioquímico que fiz no 1º Trimestre deu baixo risco para as Trissomias, e a Ecografia Morfológica que fiz no dia 31 de Agosto, indica que tudo está no bom caminho. Apenas esta menina resolveu colocar-se em posição menos própria, o que dificultou a visibilidade de alguns ângulos. Mas é uma reguila e acredito que nesse campo seja parecida com a mãe.

terça-feira, 18 de julho de 2017

4 meses

Estes 4 meses passaram a voar. 16 semanas, hoje.
Felizmente os enjoos, agonias e afins, acalmaram.
Eu que raramente vomito ou fico mal disposta, estranhei bastante.
Mas agora a situação está mais controlada e eu sinto uma gratidão enorme por isso.
O rastreio do primeiro trimestre está negativo e isso é realmente o que mais me importa.
Este bebé é tão mexido... na última ecografia foi o cabo dos trabalhos para se conseguir ver alguma coisa. Mas lá se conseguiu.
Estamos muito felizes porque até ao momento está a correr tudo bem.
Já sinto muita pressão na barriga! Deve ser quando anda às cambalhotas!

Que continue sempre com esta energia e acima de tudo, que seja saudável e uma criança muito feliz.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Radiante!

Pois é, muito há para dizer desde o último post.
Chegou o Verão, o calor [danado que nem se conseguia dormir, as casas pareciam estufas].
Já dei o primeiro mergulho numa das praias que mais adoro, na Comporta.
Comemorámos quatro anos que nos conhecemos na passada semana e eu não podia estar mais feliz.
Estamos muito felizes porque a família vai aumentar e é indiscritível o que se sente.
Dispensava todos os enjoos e más disposições que me têm assolado há quase 3 meses, mas tirando isso é maravilhoso e não há muitas palavras que o consigam descrever.
Até agora está a correr tudo bem e apesar de ser uma gravidez de risco não tenho do que me queixar. Aguento o que tem chegado com toda a gratidão do mundo. É um privilégio conceber esta vida que agora me acompanha todos os dias!

Obrigada vida, obrigada amor. Não preciso de muito mais. Que se mantenha tudo a correr bem como até aqui.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Saudades do Verão...



Este ano já fizemos praia uma vez. Ainda me consegui molhar até à cintura, mas nada se compara com as águas quentes da Comporta, ou as que apanhámos a 26º, o ano passado no Algarve.
Tenho saudades das férias de Verão. Cheiro a mar, muitos banhos, bolas de berlim sem creme, peixinho assado... Falta muito?! Espero bem que não...

Fotografias da autoria do melhor marido do mundo!

terça-feira, 9 de maio de 2017

Clichés que afinal até têm o seu quê...


Ando a ler este livrinho há algum tempo. Não tem sido uma leitura compulsiva e por isso é que ainda não o terminei. Pelo meio vejo uns episódios das séries que adoro e por isso é que ainda dura a leitura. Este livro é das coisas mais simples que já li, já tinha ouvido muito falar e a verdade é que praticamente há 10 anos que a minha mãe o tinha em casa. 
Dá que pensar, dá que reflectir e realmente aborda temáticas tão simples e que fazem todo o sentido. O olhar a vida com olhos de riso, com pensamento positivo, boa disposição, ver sempre o copo meio-cheio. É esta a minha forma de estar na vida. Sempre foi, mas agora é mais ainda. A vida é o bem mais precioso que temos, de mão dada com a saúde. De rirmos e sorrirmos e partilharmos isto com quem amamos e nos ama, não precisamos de mais nada. É tão simples, não é? Realmente as melhores coisas da vida são grátis, por isso vamos aproveitar o agora. Depois ninguém sabe e pode mesmo ser longe de mais...
Ser feliz, pensar coisas boas, ajudar os outros e respeitar sempre o próximo. Nunca devemos ter pena de fazer o bem aos outros, ter boas atitudes. Ainda que por vezes haja aquele sentimento que não o devíamos fazer. Não! Devemos sempre fazer o bem, isso é tudo o que basta para que também cheguem coisas boas à nossa vida. Eu acredito e seguirei sempre esta minha convicção.
Fotografia: Google Imagens


sexta-feira, 5 de maio de 2017

Finalmente é 6a Feira!

O dia começou atribulado. Perdi o autocarro na paragem habitual, o que me obrigou a caminhar quase um quilómetro para o apanhar! Carregada que nem uma mula, porque mais logo vou abraçar a cidade do meu coração. Chegada a Lisboa, começa uma sequência de aguaceiros fortes que me deixaram pintainho... Mas já sequei, o fim de semana está aí e mais logo vou aninhar-me nos braços do meu Amor. Obrigada vida! Obrigada por me proporcionares todas estas vivências. Obrigada!

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Que filme arrebatador...



Tínhamos o filme para ver há algum tempo. Como andamos a ver juntos a nova temporada do Prison Break, tem sido adiada a sessão de cinema. Ontem fizemos uma matiné e sem dúvida nenhuma que é um grande filme. Adorei a personagem do Saroo, a cumplicidade dos irmãos, tudo. Amei o filme. Muito muito bom. Lion, uma longa estrada para casa. 
 Imagem: IMDB

quarta-feira, 26 de abril de 2017

As férias foram maravilhosas!


As férias foram novamente ao Gerês. Fui lá mais nos últimos tempos, do que em todos os anos que tenho de vida [e continuaremos a ir]. É óptimo. Uma verdadeira tranquilidade, apreciar a paisagem, ouvir a água a correr em todo o lado... Tranquilizante.
Conseguimos juntar a família de ambos os lados e não podia ter sido melhor. Não me canso de recordar aqueles dias. Os miúdos e a sua boa disposição. Contagiaram-nos a todos. As piadas, as galhofas. Que maravilha. Apetecia carregar no STOP e ficarmos ali a viver aquilo por mais uns dias.
Uma casa na aldeia feita de pedra, situada no cimo da montanha [cada uma daquelas pedras foram carregadas à mão, pelo meu avô paterno com ajuda dos meus tios], simples, com muitas melhorias a fazer, mas no fundo com o melhor de tudo. O Amor. O imenso Amor que se partilhou naqueles dias. Isso faz de qualquer casa, um lar. 
Lavei muita roupa no tanque, andei com o nariz a pingar diariamente, mas o Sol e o calor valeram por tudo. Esteve um tempo melhor do que em muitos dias de Verão. Acendemos a salamandra só para ver o lume a aquecer-nos ainda mais a alma.
Jogámos aos países [umas "paísadas"] cheias de boa disposição e muito riso. Passeámos a Espanha, fomos ao Miradouro da Pedra Bela [o caminho para mim foi assustador, faz-nos sentir minúsculos, mas valeu muito a pena] e à Cascata do Arado. Uma coisa eu sei e sabemos, deixou umas saudades imensas a todos. Portugal é lindo de Norte a Sul. Sinto um imenso orgulho neste país. Viver a vida pelo bem, desfrutar da natureza, perdoar, agradecer vezes sem conta e seguir de coração cheio. Obrigada vida. Muito e Muito Obrigada. Por tudo.